December 15, 2016

Ana, eu e Fred

A oitava edição do Fórum Goiano de Software Livre foi realizada em Goiânia, no Instituto de Física da Universidade Federal do Goiás, Campus Samambaia, nos dias 18 e 19 de Novembro de 2016.

Para levar um pouco de nossas experiências com o Fedora, enviamos 3 colaboradores do projeto para o evento: Ana Mativi, Fred Lima e eu, deste modo haviam pessoas envolvidas com o Fedora com algum nível de experiência em diversas áreas do projeto, como marketing, empacotamento, tradução, QA, infraestrutura, etc.

Conseguimos um contato com a equipe de organização, que a princípio se mostrou bem receptiva à nossa comunidade. Deste modo, pedimos uma sala para o segundo dia de evento, para que pudessemos realizar uma Release Party para o Fedora 25.

O evento

O primeiro dia de evento aconteceu apenas durante a noite de Sexta-feira: foram apenas duas palestras em uma única sala. Acredito que este seja o formato ideal para eventos deste porte: um evento pequeno, sem muita atenção nacional, deveria ter apenas uma (no máimo 4) sala com atividades e talvez uma área comum com stands e outras atividades paralelas.

Para o primeiro dia, dadas as limitações do espaço utilizado para o evento, não havia um local onde nós poderiamos nos concentrar: ficamos em uma mesa, perto da área de credenciamento, mas não conseguimos realizar muitas atividades por ali: não tinhamos acesso à internet nem tomadas para nossos computadores. Como nós não nos conheciamos pessoalmente, aproveitamos aquele dia para nos conhecermos e entendermos a motivação de cada um para participar do projeto.

No segundo dia de evento vieram as surpresas: haviam nada menos do que 13 salas de atividades em paralelo. Note que estamos falando de um evento com no máximo 200 pessoas (estou estimando um valor alto aqui). Acredito que este seja um erro comum na hora de organizar eventos, porém desmotivador: Alguns colegas da Universidade de Brasília já haviam me alertado sobre este problema em anos anteriores, ou seja: aparentemente a organização vem insistindo em tal erro. Note que o último FISL tinha 6 salas + laboratórios e áreas de comunidades.

Ana e Fred falando sobre tradução

Fedora 25 Release Party

Na segunda metade do dia, tivemos nossa Release Party. Agora era um momento nosso, Fedora, pouco importava se o evento tivesse 1, 13 ou 30 salas: é hora de falar de Fedora com pessoas que abraçam o Fedora! Errado: a sala que a organização nos prometera estava ocupada com outra atividade. Assim, fomos transferidos para uma sala sem internet nem projetor.

Embora nossa Release Party estivesse super vazia, aproveitamos o momento para aprimorarmos nossas técnicas de empacotamento:

  • Eu abri um ticket para me tornar +packager, o que significa que posso aprovar novos empacotadores.
  • Ana, Fred e eu fizemos um Package Review juntos durante a release party: certamente somos melhores empacotadores depois deste dia.

Conclusões

Não acredito que participaremos do FGSL antes do formato do evento ser alterado para alguma coisa mais sensata. Mas é uma excelente iniciativa para promover o Software Livre no Centro-Oeste. Desejo boa sorte e melhores anos para o evento.

Nossa Release Party poderia ter sido em outro lugar, onde seria mais produtiva, porém foi interessante conhecer duas pessoas fantásticas com quem eu vinha interagindo frequentemente em IRC e listas de email e poder dar esse passo a mais dentro da comunidade.


Comments

comments powered by Disqus
← FUDCon:Puno 2016 | Blog Archive | rmspaces - Removing spaces from file names →

about

Athos Ribeiro, Software Engineer, Graduate Student in the Institute of Mathematics and Statistics at University of São Paulo and contributor at the Fedora Project

where

subscribe

To receive updates from this site, you can subscribe to the  RSS feed of all updates to the site in an RSS feed reader.

search